SEMPRE BRIOSA

Briosa... se jogasses no céu, morreria só para te ver jogar!

sexta-feira, 21 de abril de 2006

DURA LEX SED LEX










Recordo que há cerca de dois meses foram efectuadas buscas na residência do presidente da Académica, e na Câmara Municipal de Coimbra, onde ele trabalhou até final de Dezembro de 2005, exercendo a função de director do Departamento de Urbanismo.

Na altura, foram encontrados, no seu automóvel, envelopes com quantias em dinheiro a rondar os 200 mil euros, e o próprio presidente academista manifestou a intenção de ser constituído arguido para poder ter acesso ao processo e melhor se defender das acusações.

A investigação resulta de uma denúncia anónima, de Abril de 2005, sobre interesses cruzados da política com o mundo imobiliário e do futebol.

A minha dúvida é apenas esta: para além de querer que se apure a verdade, e pretender saber se o presidente do MEU clube incorreu efectivamente em algum ilícito criminal, tinha muita curiosidade em saber qual a motivação do(s) autor(es) da denúncia anónima - se a mesma visava sobretudo a urbanização de luxo Jardins do Mondego, entretanto embargada por conter irregularidades, ou se provém de rivalidades entre facções/tendências dentro da Briosa.

0 comentários:

Enviar um comentário

<< Home