SEMPRE BRIOSA

Briosa... se jogasses no céu, morreria só para te ver jogar!

quarta-feira, 16 de agosto de 2006

ACADÉMICA, 2 - BOAVISTA, 0



Mais um jogo particular, desta vez em casa, frente ao Boavista - recentemente orfão de Jesualdo Ferreira -, e finalmente a primeira vitória desta amarga pré-temporada.

Com arbitragem de Artur Soares Dias, a Briosa iniciou a partida com o seguinte onze:

Pedro Roma, Alexandre, Roberto Brum, Hélder Barbosa, Gelson, Medeiros, Lino, Litos, Sonkaya, Nuno Piloto e Gyano.

Jogaram ainda.

Estevez, Kaká e Filipe Teixeira.

Gelson, aos 35 minutos, fez o 1-0, resultado que se verificava ao intervalo. No segundo tempo, com um auto-golo aos 81 minutos, o boavisteiro Essame estabeleceu o resultado final.

E agora? Face a este primeiro - e saboroso - triunfo, que vão dizer os arautos da desgraça? Provavelmente, que José Eduardo Simões tem muita responsabilidade nisto tudo, já que 2-0 é um resultado muito magro, nada motivador, até porque vitórias por menos de 4 ou 5 golos, são uma perfeita vergonha...

0 comentários:

Enviar um comentário

<< Home