SEMPRE BRIOSA

Briosa... se jogasses no céu, morreria só para te ver jogar!

terça-feira, 31 de janeiro de 2006

ESCLARECIMENTO

Porque passou relativamente ao lado de todos, na altura em que foi publicado neste blogue, volto ao seguinte tema:

No dia 24 de Novembro de 2005 escrevi aqui o seguinte post

Gostaria de perguntar ao sr. Rui Moreira, adepto do FC Porto, por que motivo no último programa da RTP N - Trio de Ataque - no qual participa enquanto comentador, afirmou que a Académica tem a pior equipa da Liga e é a mais mal treinada.Quais os motivos para tanto azedume, má-vontade e desrespeito pelos nossos profissionais?

Vivendo nós numa democracia adulta, arejada e consolidada, onde todos têm direito a defender o seu bom nome e a honra, foi escrita nesse espaço de comentários, pelo visado - o próprio Dr. Rui Moreira - a seguinte réplica:

é falso. nao disse que a academica tem a pior equipa.pelo contrario, acho que bem treinada podia ir muito longe.nelo vingada é sério e optima pessoa, mas nao me convence como treinador, desde o tempo do maritimo.posso estar errado... claro. digo o mesmo do c adriaanse que é treinador do fcp...e, meus amigos, só me preocupa isso por gostar da academica. quanto a essa historia das antas é falsa, nao sou alo industrial (sou alto... 190, mas nao sou nem nunca fui industrial), nao fui ver o jogo fcp / academica do ano passado, nao conheço os calheiros... mas ja sabemos que os blogues teem o seu quê de exagerados.boa sorte para a AAC
rui moreira 12.10.05 - 2:29 pm

Como me foi hoje simpaticamente confirmado pelo próprio a autenticidade da autoria do comentário, volto assim a publicar o seu desmentido, para que não passe em claro.

V.SETÚBAL, 0 - ACADÉMICA, 1



E de muito pragmatismo e capacidade de sofrimento se fez a vitória desta noite em Setúbal, vingando a amarga derrota da primeira volta.

A primeira parte resumiu-se a um ineficaz domínio setubalense, com uma acanhada Académica a assistir. Mas felizmente para as nossas cores, nos segundos 45 minutos tudo mudou.

Passámos a mandar no jogo, a chegar com mais perigo à área adversária, sendo que o polémico golo de Joeano, para alguns em fora-de-jogo (não para mim!), validado pelo auxiliar Paulo Januário, deu a vantagem que a Briosa perseguia.

O pragmatismo, sacrifício, espírito de luta e de abnegação, renderam-nos aquilo que era o mais importante: três pontos!

Destaque para as estreias de N'Doye - a titular - e também de Serjão.

Com esta vitória, a Académica sai da zona de despromoção e ascende ao 13º lugar, com 23 pontos.

FICHA DE JOGO

Árbitro: Cosme Machado, de Braga

V. Setúbal – Marco Tábuas; Janício, Veríssimo, Auri e Nandinho; Binho e Ricardo Chaves; Carlitos, Pedro Oliveira (Franja, 75 m) e Bruno Ribeiro (Fonseca, 56 m); Varela (Hélio Roque, 71 m).

Académica – Pedro Roma; Sarmento, Danilo, José Castro e Ezequias; Nuno Piloto (Luciano, 57 m), Roberto Brum, Zada (Hugo Alcântara, 82 m) e N’Doye; Gelson e Joeano (Serjão, 71 m).

Disciplina: cartão amarelo a Danilo (7 m), N’Doye (19 m), Pedro Oliveira (28 m), Sarmento (34 m), Roberto Brum (62 m), Hugo Alcântara (88 m) e Luciano (90 m).

Marcador: 0-1 por Joeano (70 m).

domingo, 29 de janeiro de 2006

V.SETÚBAL-ACADÉMICA

Lista de convocados:

Guarda-redes:
Pedro Roma e Dani.

Defesas:
Danilo, Ezequias, Hugo Alcântara, Zé Castro e Pedro Silva.

Médios:
Vítor Vinha, Paulo Adriano, Nuno Piloto, Zada, Roberto Brum, Fernando, Andrade e N'Doye.

Avançados:
Joeano, Luciano, Gelson, Sarmento e Serjão.

sexta-feira, 27 de janeiro de 2006

A VER VAMOS...



“Quando for preciso defender ou organizar jogo, fá-lo-ei; quando for preciso subir no terreno para apoiar o ataque e marcar, também o farei.”

N´Doye

quinta-feira, 26 de janeiro de 2006

É NOSSO!

N´Doye, ex-Penafiel, foi hoje apresentado como mais um reforço de Inverno da nossa Académica.

Sendo um jogador de grande qualidade - e que já foi pretendido por outros grandes clubes - só espero que não confirme aqui a sua reputação de ter mau-feitio e de criar mau-ambiente.

António Oliveira e José Eduardo Simões encontraram-se ontem e chegaram a acordo para a transferência, sendo um contrato que terá duração de dois anos e meio e mais um de opção.

quarta-feira, 25 de janeiro de 2006

NOVO REFORÇO!

Hadson Nery, extremo-esquerdo brasileiro de 24 anos, assina amanhã contrato com a Académica até Junho de 2008.

O novo reforço jogou anteriormente no Paraná - em 2003 -, e nos ucranianos do FC Tavriya, com os quais rescindiu há duas semanas, devido a ordenados em atraso.

segunda-feira, 23 de janeiro de 2006

VENHAM ESSES GOLOS!

"Não vim substituir ninguém. O Marcel é o Marcel, o Serjão é o Serjão. Ele é mais jogador de área e eu gosto mais de fazer tabelas e voltar para a área. Vou tão só procurar fazer o mesmo que Marcel"

"Estou muito feliz por ter tido uma oportunidade da Académica e jogar assim na primeira Liga"

"Sinto-me bem fisicamente e estou à disposição do treinador para jogar e marcar".

Serjão

sábado, 21 de janeiro de 2006

DE SAÍDA?


Brum a caminho do Dínamo de Moscovo?

Espero que a Briosa não cometa tamanho disparate, sobretudo nesta fase em que tanto precisa de jogadores da fibra deste atleta!

ACADÉMICA, 0 - NACIONAL, 0

Um bom jogo de futebol com duas equipas a jogarem para os golos e a darem um bom espectáculo.

Apostando no contra-ataque, os madeirenses chegaram a colocar-nos em situações complicadas, enquanto nós tínhamos mais posse de bola e oportunidades desperdiçadas, porque tendíamos a complicar os lances: um toque a mais, ou simplesmente porque a bola saía em más condições dos pés dos nossos avançados.

No segundo tempo, o Nacional tentou ser mais atrevido mas rapidamente se esgotou esse oxigénio, porque nós pressionávamos, pressionávamos, mas nada...

Apesar de tudo, a haver um vencedor teria que ser a Briosa, pelo que considero o resultado demasiado castigador para as nossas cores! Mas lá que podíamos ser mais eficazes e ambiciosos, lá isso podíamos!

Não podemos continuar a perder pontos - que tanta falta nos fazem - quando se aproxima a fase decisiva desta liga.

Uma pergunta final: por que motivo jogou Gelson de início, e não Joeano? Responda quem souber...

ACADÉMICA-NACIONAL

Lista de convocados:

-Guarda-redes:
Pedro Roma e Dani;

-Defesas:
Danilo, Ezequias, Hugo Alcântara, Zé Castro e Pedro Silva;

-Médios:
Dionattan, Filipe Teixeira, Vítor Vinha, Paulo Adriano, Nuno Piloto, Zada e Roberto Brum;

-Avançados:
Joeano, Luciano, Gelson, Sarmento e Ito.

AINDA MARCEL

A ser verdadeira esta explicação - e não tenho motivos para duvidar da mesma -, estamos na presença de um belo negócio, já que é seguramente o empréstimo mais caro da história do futebol!

sexta-feira, 20 de janeiro de 2006

SERJÃO



Serjão, 26 anos - ex-Portimonense - é o primeiro reforço de Inverno da Académica, segundo anúncio oficial hoje feito.

Também o cipriota Stefano Voskaridis, ex-Veria da 2.ª divisão grega, que se encontra a treinar à experiência, deve ficar, para preencher uma das duas vagas no ataque da Briosa.

quinta-feira, 19 de janeiro de 2006

DIFERENDO

Avança hoje o Record que a Associação Académica de Coimbra pode levar a Académica/Organismo Autónomo de Futebol a tribunal, tendo em conta uma dívida de 50 mil euros face à utilização do símbolo, bingo e espaços.

Em face disto tudo, e caso haja um fundo de verdade, só peço uma coisa: bom-senso!

terça-feira, 17 de janeiro de 2006

INQUALIFICÁVEL!

"Sempre tive a cabeça no Benfica."

Marcel

CARA-DE-PAU

As declarações de Marcel, ao ser apresentado na Luz:

"Espero que os adeptos continuem a apoiar a equipa porque a Académica merece continuar na Primeira Liga."
(...)
"No início tive um problema intestinal que me impossibilitou de treinar. Depois o clima criado e também a promessa que me foi feita pelo presidente originou essa atitude..."

É preciso ser mesmo cara-de pau e ter muita desfaçatez.

segunda-feira, 16 de janeiro de 2006

FRANCAMENTE!

Respeito todas as opiniões, mas tenho ficado boquiaberto com algumas coisas que tenho lido noutros blogues, e reportando ao jogo de ontem.

Como é possível que adeptos do meu clube "virem" e deturpem os factos insofismáveis e digam que a Briosa não foi prejudicada? Como é possível caírem em cima do nosso presidente (no qual até nem votei, portanto estou à vontade neste ponto) quando ele se limitou a dar voz à indignação daqueles que se sentem espoliados no retorno do seu esforço e na seriedade do seu trabalho?

Até adeptos de outros clubes me têm dito ao longo do dia de hoje que aquilo foi uma vergonha, que a nossa equipa jogou bem e merecia mais, mas curiosamente são alguns adeptos academistas os primeiros a formular a defesa do árbitro????

Infelizmente, é cada vez mais um dado adquirido: existe um biclubismo instalado no seio dos nossos adeptos com predominância de benfiquistas! Aliás, não me esqueço da vergonha que vi no jogo inaugural, na primeira volta: adeptos benfiquistas na zona reservada a sócios da Briosa...

NEGÓCIO FECHADO


Marcel tornou-se hoje jogador do Benfica, depois dos encarnados terem chegado a acordo com a Académica para a transferência do futebolista brasileiro para a Luz.

Não vou desejar felicidades ao jogador brasileiro porque - apesar do contributo bastante positivo que deu à nossa equipa em vários jogos - conseguiu ultimamente, com certas atitudes miseráveis que tomou e com afirmações que proferiu, apagar tudo isso da minha memória!

A ingratidão não merece perdão!

TAÇA DE PORTUGAL

No sorteio da Taça de Portugal, relativo aos oitavos-de-final, a jogar a 8 de Fevereiro, vamos ter como opositor o Desportivo das Aves, única equipa da Liga de Honra ainda em prova.

Não me parece tarefa fácil, até porque o jogo é no seu reduto, no qual já eliminaram Belenenses e Braga.

domingo, 15 de janeiro de 2006

SUBSCREVO!

Declarações do nosso presidente, José Eduardo Simões, no final da partida:

«Houve um verdadeiro artista que ajudou a construir o resultado, por isso Nelo Vingada ficou na cabina a reconfortar os jogadores, que estão muito desiludidos»

ROUBO

Com cinco letrinhas apenas, se escreve aquilo que se passou, neste final de tarde, no Estádio da Luz.



Com a estratégia correctamente montada para chegar ao terreno do Benfica, e contrariar o poderio adversário, rapidamente fomos intimidados - e postos no lugar - por um senhor com um apito na boca, que logo aos 4 minutos assinalou uma grande penalidade, cuja falta apenas ele viu.

Como é possível afirmar que Brum toca propositadamente com o braço na bola, quando se vê perfeitamente que isso resulta de um movimento natural e espontâneo do nosso jogador, o qual até mostra um ar surpreendido quando a bola lhe vai ao braço?

O problema é que este tal de Artur Soares Dias é o mesmo que há uns meses assinalou um penalty contra o Belenenses, no Restelo, quando Gaúcho - do Rio Ave - tropeçou nele próprio...

Como em toda a primeira parte a nossa equipa foi sempre a melhor e a mais esclarecida, tendo mais oportunidades de golo do que o adversário, só mesmo com artimanhas podíamos ir para o descanso em desvantagem.

Nos segundos 45 minutos, Nelo Vingada apostou em Joeano, para chegar ao previsível empate, e mais uma vez a nossa equipa continuava a ser a melhor - adivinhando-se a igualdade - quando o mesmo senhor do apito decide validar um golo que resulta de uma bola cruzada, claramente fora da linha final, por Nuno Gomes. Assim, ainda era mais difícil...

Com a nossa equipa a deitar a toalha ao chão, o terceiro golo não surpreendeu, até porque a mentira que foi o resultado deste jogo, estava consumada!

Para além destes lances vergonhosos, o critério disciplinar foi verdadeiramente escandaloso: há um lance paradigmático, no qual Petit atinge Joeano, em lance merecedor de cartão amarelo e quem acaba por ver o cartão é...o próprio Joeano.

Uma vergonha sobre a qual nem vale a pena gastar mais palavras!

sábado, 14 de janeiro de 2006

BENFICA-ACADÉMICA

Lista de convocados:

- Guarda-redes:
Dani, Pedro Roma e Eduardo.

- Defesas:
Danilo, Ezequias, Zé Castro, Hugo Alcântara, Pedro Silva e Nuno Luís.

- Médios:
Dionattan, Filipe Teixeira, Zada, Nuno Piloto, Roberto Brum, Vítor Vinha e Paulo Adriano.

- Avançados:
Luciano, Joeano, Gelso, Sarmento e Ito.

sexta-feira, 13 de janeiro de 2006

"PODEMOS PONTUAR"

Pedro Roma, em discurso directo, ao jornal Record:

"O Benfica está muito moralizado, vem de uma série de bons resultados, onde apresentou um enorme caudal ofensivo e, por isso, será uma partida complicada. Mas vamos fazer tudo para o contrariar, de modo a somarmos o mais cedo possível os pontos necessários para a permanência"

"Seria injusto se dissesse que empatar na Luz não era um bom resultado, mas este jogo não é decisivo para nós. Ainda há muito campeonato pela frente e estamos apenas a 3 pontos do meio da tabela, melhores do que na época passada"

"No jogo da 1ª jornada, estivemos tacticamente perfeitos e acabámos por empatar. Se mantivermos esse nível, teremos possibilidades de pontuar outra vez."

"Para além de meu rival na luta pela baliza, o Dani é uma excelente pessoa. O que interessa é que o leque de guarda-redes satisfaça o treinador e que qualquer um lhe possa transmitir confiança."

quinta-feira, 12 de janeiro de 2006

A CAMINHO DE COIMBRA?



Enquanto não se resolvem os problemas "gástricos" de Marcel - ou traduzindo - enquanto o jogador não é definitivamente dado como reforço de um outro clube, continua fértil o campo das especulações.

Desta vez aponta-se João Pereira e Nuno Assis, como estando a caminho de Coimbra, envolvidos como contrapartidas da ida do brasileiro para a Luz.

Enquanto o primeiro não me suscita grande entusiasmo, até porque considero que o nosso plantel tem boas soluções para o lugar onde ele habitualmente joga, já Nuno Assis poderá ser um bom reforço e um médio-ofensivo de qualidade para combinar com, e para servir Joeano, caso não se contrate um substituto para Marcel.

Vamos ver o que acontece nos próximos dias.

quarta-feira, 11 de janeiro de 2006

VENHA O PRÓXIMO

Taça de Portugal - 5ª eliminatória

Louletano, 2 - Académica, 3 (após grandes penalidades)

sábado, 7 de janeiro de 2006

COMEÇAR RAZOAVELMENTE



E pronto: acabamos de entrar razoavelmente em 2006, nem com o pé esquerdo nem com o direito, registando um empate na Madeira, frente ao Marítimo, num jogo em que até começámos a ganhar.

MARÍTIMO, 2 - ACADÉMICA, 2

Com um fantástico apoio dos adeptos academistas que se deslocaram ao Funchal, e que abafaram as vozes madeirenses no início do jogo, a Briosa catapultou-se para uma toada em contra-ataque e chegou à vantagem por Joeano, após uma boa assistência de Filipe Teixeira (não deixem este homem saír!).

O Marítimo reagiu, após uma fase de grande nervosismo e igualou o marcador, beneficiando de uma falha dos nossos centrais, permitindo a Rincon cabecear sem oposição.

O 2-1 surgiu por Marcinho, após "slalom" pela nossa linha defensiva, tendo-se chegado ao intervalo com esse resultado. Em suma, resultado pouco justo face ao que se passou no campo nos primeiros 45 minutos, mas que castiga a debilidade demonstrada pelos nossos centrais.

No segundo tempo, a Briosa apostou claramente no domínio do jogo, o Marítimo passou a explorar o contra-ataque e ao caír do pano, fez-se inteira justiça com o golo da igualdade, da autoria de Hugo Alcântara, aproveitando um remate falhado de Filipe Teixeira.

Repetiu-se, curiosamente, a marcha do marcador ontem verificado na mesma ilha, mas no Nacional-V.Setúbal, com o 2-2 a ser alcançado mesmo no final.

A Académica iniciou a partida com Pedro Roma, Hugo Alcântara, Danilo, Zé Castro, Nuno Luís, Brum, Luciano, Ezequias, Filipe Teixeira, Nuno Piloto e Joeano.

Jogaram ainda Sarmento, Dionattan e Gelson.

sexta-feira, 6 de janeiro de 2006

LAMENTÁVEL

Atentem bem nisto que acabo de ler no site MaisFutebol:

Marcel responde aos leitores: leia as respostas do goleador

Você já era um grande jogador no Brasil. O que o fez vir para a Académica e não para um clube com objectivos mais aliciantes? (Diogo)

O que me fez vir para cá foi porque eu fui negociado com um clube sul-coreano, o Suwon Bluewings, joguei lá um ano, dentro de campo consegui adaptar-me bem e até fui campeão, mas nas situações extra-futebol tive dificuldades.
A Académica foi o clube que pôde agradar aos coreanos em termos financeiros e por isso aceitei o desafio.
Na altura o Santos e o Cruzeiro estavam interessados, mas não tiveram tanto poder em termos financeiros.
Sinceramente, quando se fala na Europa, nós, jogadores, pensamos sempre em coisas muito boas e por vezes não as encontramos, o que nos deixa algo frustrados, mas isso não impede de mostrar o meu futebol. Quando se fala em Europa pensamos em mil maravilhas, mas quando chegamos há algumas coisas que não são bem como esperamos.

Por mim, pelas atitudes tomadas por Marcel nestes últimos dias e por este tipo de declarações, através das quais critica e subvaloriza a Briosa, não merece voltar a vestir a nossa camisola!

Pelos vistos, a sua indisposição não o impede de dar entrevistas e de responder a questionários...

quarta-feira, 4 de janeiro de 2006

NOVELA À VISTA

Pelo segundo dia consecutivo, Marcel voltou a não treinar, argumentando que está doente e que por isso não pode treinar, tendo problemas do foro gástrico.

Mais uma vez se confirma o péssimo profissionalismo daqueles atletas que vêm do outro lado do Atlântico e que, pelos vistos, são muito dados a novelas: quer-me cá parecer que Marcel já tem tudo negociado com outro clube e por esse facto não quer arriscar contraír uma lesão.

Espero que a nossa Direcção saiba ser firme e que consiga gerir muito bem todo este imbróglio!

terça-feira, 3 de janeiro de 2006

E O RESTO?

Notícia hoje avançada no jornal Record:

Marcel, Zé Castro e Filipe Teixeira podem estar de saída da Académica, permitindo ao clube um encaixe financeiro que reduziria em mais de metade o passivo, orçado em cerca de 11 milhões de euros.

Se o grande objectivo parece ser o de encaixar euros, onde está a preocupação com a qualidade do plantel e com a sua capacidade competitiva?

A saírem esses 3 jogadores, os quais - a par de Pedro Roma - considero os melhores do nosso quadro de atletas profissionais, e não ouvindo nem lendo nada sobre reforços, vejo com crescente preocupação a nossa segunda metade de campeonato.

Receio que vamos reduzir o passivo - sem dúvida que sim - mas na próxima época vamos ter receitas baixíssimas porque nos arriscamos a jogar na...segunda liga!

Deus queira que me engane e que estes meus receios sejam infundados!