SEMPRE BRIOSA

Briosa... se jogasses no céu, morreria só para te ver jogar!

terça-feira, 29 de agosto de 2006

SERÁ DESTA?



Parece que é desta que muita gentinha que queria ver Roberto Brum fora da Briosa, vai ver o seu desejo satisfeito.

Noticia hoje o jornal Record que Brum terá feito ontem frente ao Vitória de Setúbal o último jogo pela Académica, devendo rumar para o futebol turco.

Pelos vistos, alguém ligado ao nosso clube já confirmou a existência de negociações, sem divulgar o clube interessado no jogador brasileiro.

Sobre esta forte possibilidade, comentou Brum:

"Toda a gente me tem falado disso. Sei que existem clubes com interesse em mim, mas até agora ainda ninguém me ligou.

Sei que a Académica investiu muito em mim e poderá ter chegado a hora para ter algo de retorno.

O negócio também faz parte do mundo do futebol. Gosto muito de Coimbra, da Académica, das pessoas, mas não me meto na parte administrativa do clube."

Se efectivamente Roberto Brum saír, será um rombo no nosso plantel, dada a sua qualidade, profissionalismo e dedicação, mas ninguém é insubstituível, pelo que nesse caso me resta desejar-lhe as maiores felicidades e agradecer-lhe a forma exemplar como defendeu as nossas cores.

Fossem todos assim... inclusivé, alguns formados no nosso clube.

segunda-feira, 28 de agosto de 2006

V.SETÚBAL, 1 - ACADÉMICA, 1



A Briosa estreou-se esta noite na primeira liga 2006/2007 com um empate a um golo em Setúbal.

Num relvado que mais se assemelhava a um batatal foi complicado, sobretudo para os nossos jogadores tecnicistas, explanar um bom futebol. Mas mesmo assim, a Briosa nunca deixou que o Vitória assumisse claramente o controlo da partida, sendo que foi um jogo muito equilibrado até ao final dos primeiros 45 minutos. Reconheço, no entanto, que os anfitriões estiveram mais perto de inaugurar o marcador.

Na etapa complementar, com a entrada de Gelson, passou a haver uma maior dinâmica atacante por parte da nossa equipa, já que o brasileiro assumiu uma grande mobilidade que baralhava a defesa vitoriana.

Apesar dessa melhoria na produção da Académica, foram os anfitriões os primeiros a marcar. Nandinho apontou o golo, na transformação de um livre directo, onde contou com a colaboração de um ressalto no corpo de um dos nossos jogadores.

Dez minutos mais tarde, Hélder Barbosa - para mim, o nosso melhor elemento esta noite - conseguiu alcançar a igualdade. O esquerdino recebeu um passe de Roberto Brum - outro dos melhores - e, à entrada da área, fuzilou Marco Tábuas.

A Académica somou o primeiro ponto da temporada, deu alguns sinais positivos mas é um facto que Manuel Machado ainda terá muito trabalho, pois persistem algumas lacunas e uma natural falta de entrosamento e ligação entre sectores. Não nos esqueçamos que a formação inicial apresentou oito caras novas do onze da temporada passada,

Uma palavra de reprovação para o trabalho do árbitro Paulo Pereira, quanto a mim demasiado caseiro e com uma dualidade de critérios na amostragem dos cartões, evidente na forma injusta como expulsou Litos.

Noite em grande para a falange de apoio da Briosa presente no Estádio do Bonfim, já que foi inexcedível no incentivo aos nossos jogadores.

Ficha do Jogo

Estádio: Estádio do Bonfim

Assistência: 3500 espectadores

Vitória de Setúbal: Marco Tábuas; Janício, Auri, Hugo e Nandinho (Adalto, 78); Binho, Sandro e Labarthe; Ademar (M’Bamba, 70), Varela e Lourenço (Amuneke, 66).

Suplentes: João Paulo, Bruno Ribeiro, Amuneke, Adalto, Mário Carlos, M’bamba e Veríssimo

Académica: Pedro Roma; Nuno Piloto, Litos, Medeiros e Lino; Roberto Brum, Alexandre e Pavlovic (Gelson, 46); Miguel Pedro (Nestor, 48), Hélder Barbosa e Estevez (Filipe Teixeira, 83).

Suplentes: Douglas, Kaká, Gelson, Filipe Teixeira, Vítor Vinha, Sonkaya e Nestor.

Golos: 1-0 Nandinho (47); 1-1 Hélder Barbosa (57);

Árbitro: Paulo Pereira (Viana do Castelo)

Acção disciplinar: Cartões amarelos para Miguel Pedro (15); Nuno Piloto (22); Binho (36); Pavlovic (41); Litos (46); Ademar (56); Nestor (74); Litos (84); Sandro (87); Hélder Barbosa (90+5).
Cartão vermelho para Litos (84)
.


domingo, 27 de agosto de 2006

OPERAÇÃO "SETÚBAL"

Lista de convocados por Manuel Machado para o jogo inaugural da nossa participação na liga 2006/2007, em Setúbal, amanhã à noite:

Guarda-redes:
Pedro Roma e Douglas.

Defesas:
Kaká, Litos, Medeiros, Sonkaya, Vítor Vinha e Lino.

Médios:
Nuno Piloto, Miguel Pedro, Hélder Barbosa, Pavlovic, Roberto Brum, Alexandre e Filipe Teixeira.

Avançados:
Raul Estevez, Nestor Alvarez e Gelson.

quinta-feira, 24 de agosto de 2006

DE SAÍDA?










Segundo noticia hoje A BOLA, N'Doye está mesmo a caminho de um clube saudita, num negócio que envolve verbas elevadas.

Tendo sido considerado um talento com muito potencial, o qual até despertou o interesse de FC Porto, Benfica e Sporting, estranho que não se tenha afirmado no nosso clube e que saia desta forma tão abrupta. Sobretudo, depois do grande entusiasmo que revelou ao chegar à Briosa.

quarta-feira, 23 de agosto de 2006

REFORÇO

No dia em que se anunciou a contratação do jovem promissor Miguel Pedro, ao Desportivo das Aves, ficámos também a saber que Paulo Pereira vai apitar o jogo do nosso pontapé de saída nesta liga 2006/2007, em Setúbal.

terça-feira, 22 de agosto de 2006

MACHADO EM DISCURSO DIRECTO













Uma entrevista concedida ao Diário de Coimbra que revela muito pessimismo ou puro realismo?

MIOPIAS...


Aconselho este útil objecto a quem só quer ver o que lhe convém, e não aquilo que é a realidade, mesmo que para tal se caia numa mirabolante vivência fantasiosa.

Deturpar iniquamente (e não inocuamente, como um certo artista erroneamente gosta de escrever) a genuína verdade dos factos com o propósito único de achincalhar e sujar o bom nome de profissionais que servem a nossa Briosa, é vil, cobarde e rasteiro.

Mas como para esse peditório de patologia aguda já estou farto de dar cêntimos, a partir de agora, neste modesto espaço, vai-se voltar a escrever unicamente sobre a nossa querida Briosa. É que "os cães ladram e a caravana passa", mesmo que por vezes nos custe ignorar certas bestialidades.

Com a devida vénia aos amigos do Simplesmente Briosa só mesmo alguém muito míope pode ver um comportamento condenável por parte de Roberto Brum neste lance. Enfim...

E DEPOIS DAS VITÓRIAS...

... derrota em Alavés, num jogo que tanta tinta fez correr antes da sua realização.

A Briosa perdeu segunda-feira por 1-0 na casa do Alavés, equipa despromovida a época passada à segunda divisão espanhola.

O único golo da partida foi marcado por Ruben Navarro aos 27 minutos, na transformação de um livre directo.

A partir de agora é a doer: o primeiro exame é já na segunda-feira, no terreno do Vitória de Setúbal.

domingo, 20 de agosto de 2006

VITÓRIA EM TOURIZ

Como "não há fome que não dê em fartura" a Briosa alcançou ontem a sua segunda vitória consecutiva, desta feita em Touriz, terra do nosso clube-satélite.

A derrota da equipa orientada por Drulovic foi selada por Fernando (depois de um grande passe de Vítor Vinha), Nestor Alvarez, o qual desferiu um remate a 40 metros da baliza que só terminou no fundo das, e por Dame, já nos descontos.

Para a história fica o resultado: 0-3.

quinta-feira, 17 de agosto de 2006

BRUM



Naquele espaço onde habitualmente se escreve em pretensa primeira mão sobre tudo aquilo que possa desestabilizar a nossa Briosa, e onde a muito custo se debita prosa sobre os aspectos mais positivos da vida do nosso clube, deliciam-se hoje com a possível saída de Brum, dando histéricos pulinhos de contentamento.

Já há muito que é notória a embirração para com esse atleta por parte de alguns prosadores do espaço em questão, deixando os mesmos argumentos muito pouco fundados para tal ódio e insistindo nos boatos e nas insinuações que pretendem denegrir a imagem do atleta.

Eu estou-me nas tintas se o Roberto Brum faz orgias, se assedia as namoradas ou as mulheres dos colegas, se faz nudismo, se devora pornografia, se nas horas vagas é travesti.

O que eu sei - e isso é facilmente constatável - é que este brasileiro dá o litro, quer nos treinos quer nos jogos, mostra uma abnegação e uma entrega ao jogo exemplar e procura incitar os colegas a fazer o mesmo. Caso se concretize essa tal saída de Brum, será uma perda assinalável mas ninguém é insubstituível pelo que Manuel Machado saberá gerir a situação.

E já agora: Brum é puxa-saco? Então está para JES como MJC para CC...

quarta-feira, 16 de agosto de 2006

ACADÉMICA, 2 - BOAVISTA, 0



Mais um jogo particular, desta vez em casa, frente ao Boavista - recentemente orfão de Jesualdo Ferreira -, e finalmente a primeira vitória desta amarga pré-temporada.

Com arbitragem de Artur Soares Dias, a Briosa iniciou a partida com o seguinte onze:

Pedro Roma, Alexandre, Roberto Brum, Hélder Barbosa, Gelson, Medeiros, Lino, Litos, Sonkaya, Nuno Piloto e Gyano.

Jogaram ainda.

Estevez, Kaká e Filipe Teixeira.

Gelson, aos 35 minutos, fez o 1-0, resultado que se verificava ao intervalo. No segundo tempo, com um auto-golo aos 81 minutos, o boavisteiro Essame estabeleceu o resultado final.

E agora? Face a este primeiro - e saboroso - triunfo, que vão dizer os arautos da desgraça? Provavelmente, que José Eduardo Simões tem muita responsabilidade nisto tudo, já que 2-0 é um resultado muito magro, nada motivador, até porque vitórias por menos de 4 ou 5 golos, são uma perfeita vergonha...

TENHAM JUÍZO!

Ala... quê? Que raio é isso? Uma marca de sabão ou de gelados?

Espero que os dirigentes da Briosa saibam reagir a este total desrespeito pela nossa Instituição, fundada em 1876, 45 anos antes desse tal Deportivo Alavés.

No entanto, aproveitar esta situação para denegrir e colocar em causa o presidente da Briosa, como alguns abutres do costume já estão a fazer, é lamentável e doentio. Se há alguém que está a pecar neste triste episódio, são estes espanhóis... e os que se dizem adeptos do nosso clube, mas que estão sempre ávidos destas situações para achincalhar a Académica.

Para essas "cabecinhas (pouco) pensantes", se calhar quando a Briosa militava penosamente no escalão secundário, liderada por outros presidentes, desfrutava de maior prestígio.

domingo, 13 de agosto de 2006

OBSESSÕES

No jornal O JOGO, edição de hoje, vem a seguinte alusão ao estado de espírito de Manuel Machado após o triangular de Alcobaça:

Manuel Machado continuou com o discurso tido até agora. "A consistência defensiva tem vindo a progredir, mas temos muitas limitações nas transições defesa-ataque", disse. No entanto, treinador admitiu que “há motivos para preocupação" mas também "razões que sustentam isso” e apontou a vinda de jogadores a “conta gotas” como a causa principal.

Só mesmo gentinha patologicamente obcecada pode ver nestas declarações de Machado, críticas, mais ou menos tácitas, à actuação da direcção do clube. A raiva contra José Eduardo Simões é tão grande e tão descontrolada que conseguem interpretar e ler nas entrelinhas até mesmo aquilo que o nosso treinador não diz. O técnico da Briosa, sendo um profundo conhecedor do fenómeno futebol, sabe melhor que ninguém que não é fácil contratar nos dias que correm, sobretudo quando tantos interesses gravitam à volta desses suculentos negócios, e principalmente quando se quer uma boa relação preço/qualidade.

A gentalha que só pretende desestabilizar, para servir os seus interesses, ou os daqueles que idolatram, devia ser "corrida" do clube. Ervas daninhas não fazem cá falta.

NÃO ATAM NEM DESATAM... SÓ EMPATAM

Resultados obtidos pela Briosa, no torneio triangular de Alcobaça:

ALCOBAÇA 0 - O ACADÉMICA
ACADÉMICA 0 - 0 OLIVAIS E MOSCAVIDE

Já agora, acrescente-se que o vencedor da competição foi o Olivais e Moscavide.

É um dado adquirido que os resultados desta pré-época têm sido bastante decepcionantes e muito pouco animadores, tendo em conta a expectativa que inicialmente se gerou com a vinda de Manuel Machado, e atendendo ao facto da primeira liga estar aí à porta.

Mas como é pouco avisado passar já uma certidão de óbito à nossa Briosa, e condená-la prematuramente à descida de divisão, numa prova que ainda nem se iniciou (!), aconselho os abutres sedentos de sangue e os arautos da desgraça a terem mais contenção.
É que, apesar de tudo, os seus planos podem saír furados...

Montar, engrenar e olear uma máquina com tantas peças novas demora o seu tempo.

quinta-feira, 10 de agosto de 2006

LUSA

Milos Pavlovic parece ser mesmo o novo reforço da Académica, segundo informa a Agência Lusa.

O jogador chega proveniente do FK Vozdovac e fez parte da selecção sub-21 da Sérvia que esteve em Portugal a disputar o Europeu da categoria.

BOAS NOTÍCIAS

Jesualdo Ferreira deverá ser o novo treinador do FC Porto, e segundo noticia a Rádio Renascença, o mesmo até já se terá encontrado com o presidente do Boavista, clube onde actualmente é treinador.

A confirmar-se esta notícia, Jesualdo Ferreira irá assim substituir Co Adriaanse que se demitiu ontem.

Uma boa notícia já que se infere que Manuel Machado continuará em Coimbra.

MILOS PAVLOVIC

Comentário acabado de ler no Simplesmente Briosa:



Aqui vai então uma novidade fresquinha da Sérvia (a julgar pelas fontes locais):

O médio centro/trinco chama se MILOS PAVLOVIC e é Servio (esteve no último Europeu s-21 em Portugal mas penso que não jogou).
Eu que o conheço digo-vos já que é muito bom jogador e tem altura (+-1,90m), apesar de não ter a maturidade nem tarimba que são necessárias para o tipo de trinco que se procura(va).
Já estava referenciado no clube por um profissional que saíu da Académica na época anterior para assinar por clube da 1ªLiga inglesa que vai às compet.europeias, para onde o tentou levar (impossível devido às leis das internacionalizações) ... dizem-me de Belgrado... por isso o jogador deve ser mesmo bom!

PRIMEIRA VITÓRIA...NOS PENALTIES

A Académica venceu a Naval por 4-2, no desempate de grandes penalidades, conquistando assim a «Taça Estrela».

Depois do empate sem golos, nos 90 minutos desta partida que teve lugar no Estádio Municipal de Gouveia, a Briosa acabou por ser mais feliz na marcação dos penalties.

Ainda não foi desta que vencemos nos 90 minutos, mas sabe sempre bem ganhar... mesmo nos tais penalties.

quarta-feira, 9 de agosto de 2006

SAI ADRIAANSE, ENTRA MACHADO?

Um amigo meu que é portista dos sete costados e próximo de Pinto da Costa, e que se move bem nos meandros dos dragões, telefonou-me hoje à tarde, dizendo que com a saída de Co Adriaanse se fala com muita insistência num nome: Manuel Machado.

Segundo ele, quer pela proximidade entre os dois clubes (Sonkaya, Hélder Barbosa, Ezequias,...), quer pela boa relação que os dirigentes portistas mantêm com o nosso técnico, consta que Manuel Machado está a um passo de mudar-se para o Dragão.

A concretizar-se este cenário, teremos mesmo más notícias para o nosso lado!

terça-feira, 8 de agosto de 2006

ACADÉMICA, 0 - REAL SOCIEDAD, 2



No Estádio Cidade de Coimbra, a Briosa recebeu esta noite os bascos da Real Sociedad, no âmbito do seu jogo de apresentação à massa associativa, estando também em disputa a "Dolce Vita Cup".

Com arbitragem de Carlos Xistra, as duas equipas iniciaram a partida com os seus treinadores optando pelos seguintes onzes:

ACADÉMICA
Pedro Roma; Alexandre, Litos, Danilo, Medeiros; Filipe Teixeira; Nuno Piloto, Sonkaya, N´Doye, Lino; Alvarez.

REAL SOCIEDAD

Bravo; Gerardo, Ansotegi, Juanito, Rekarte; Rivas; Xabi Prieto, Novo, Mikel Alonso, Gari Uranga; Kovacevic.

Perante uma reduzida assistência, e entrando melhor no jogo, foram os bascos que se adiantaram no marcador, logo aos 3 minutos, graças a um golo de Gerardo.

A Briosa apesar de ter acusado esse tento prematuro, tentou contrariar a solidez do jogo espanhol, mas o conjunto orientado por José Mari Bakero mostrou muita segurança defensiva e grande concentração, aproveitando para lançar rápidos contra-ataques, fruto de uma grande mobilidade do seu sector atacante.

Com uma Académica inoperante e pouco eficaz em termos ofensivos, terminaram os primeiros 45 minutos, registando-se no marcador um golo de vantagem para os visitantes.

Na segunda metade, manteve-se a toada registada no primeiro tempo, pelo que foi sem surpresa que os bascos dilataram a sua vantagem por Mikel Alonso, aos 70 minutos, acabando por conquistar a Dolce Vita Cup, graças aos seus dois golos sem resposta. Ficam as boas indicações de Gyano e Hélder Barbosa, entrados na etapa complementar.

Manuel Machado continua a ter muito trabalho para desenvolver, sobretudo num plantel que registou muitas alterações, e onde é óbvio o deficiente entrosamento entre os vários jogadores, faltando ainda a afirmação e a sistematização de um sólido modelo de jogo. Mas matéria prima não lhe falta.

De qualquer modo, mais um jogo sem ganhar nesta pré-época pouco auspiciosa.

VAMPIRO E BOBO


Era um vez uma criatura chamada Mário - que gostava de ser conhecida como Magda (taras...) - cuja existência era uma rotina de frustração, e também de indiferença, a que os outros constantemente o votavam.

Certo dia decidiu assumir-se como pardalinho, e na sua incessante e ridícula procura de atenção e de protagonismo, vestiu o papel de patético vampiro da blogosfera académica.

Como já ninguém o levava a sério, o bobo da corte entrou em desespero e os seus neurónios curto-circuitaram.

Nunca mais ninguém ouviu falar dele...

P.S.: corre o rumor que por vezes ainda é visto no ECC, com a sua proeminente barriga de cerveja que esmaga os seus jeans, histericamente acenando aos jogadores da Briosa, os quais, obviamente, não lhe ligam pevas.

segunda-feira, 7 de agosto de 2006

GYANO



Conforme o incontornável Simplesmente Briosa avançou em primeira mão, temos novo reforço:

Szabolcs Gyano, húngaro, tem 26 anos, e vem reforçar o nosso sector atacante. Com 1,86m e 80kg, é proveniente do Vasas de Budapeste.

É DE HOMEM!

Criar um espaço como este é mesmo de "homem"! Difamar, caluniar e vilipendiar sem dar a cara, escondendo-se no cobarde anonimato revela bem a personalidade de certos "artistas". E ainda gostam estas peças de se arvorarem em moralistas do condado...

domingo, 6 de agosto de 2006

PING-PONG

Em resposta ao meu artigo "PATETICES", também publicado no fórum do site oficial da Briosa, foi lá deixado este mimo:

Ó Nuno tenha juízo, e pense lá o que já ganhei com a Académica, a não ser desilusões e promessas vãs.
Já fico a pensar o que vc ganha em defender o impensável.Não mande recados para outros sítios. Se se refere a alguém diga-o claramente e depois assuma a responsabilidade do que disse.
Estou farto de garotos!!!

Assinado: Mário

Não sei quem é esta "ave rara" que assina como Mário, mas pelos vistos foi o único a enfiar a carapuça. Ele lá saberá.

Confesso que estou farto dos tótós que só deitam abaixo, que não respeitam a instituição de que se dizem adeptos, nem os profissionais que a representam...

A esses artistas recomendo que entreguem o cartão de sócio da Briosa - se o forem - e peçam, por exemplo, ao Leiria ou ao Beira-Mar umas propostas para se tornarem sócios dos mesmos.

Com tanto bota-abaixo patológico, acredito que esta gentinha que só sabe criticar até deve dizer mal dela própria quando se vê ao espelho.

Não tenho procuração para defender JE Simões - nem sequer o conheço - mas enquanto for presidente terá todo o meu apoio. Ele ou qualquer outro que exerça esse cargo.

Quanto a estas aves raras: Get a life!

Já agora: quanto a estar farto de garotos... nada tenho a ver com obsessões alheias!

MAIS UM JOGO SEM VENCER

Feirense, 1 - Académica, 1

Apesar de termos estado muito perto de garantir a primeira vitória da pré-temporada, ficámo-nos por mais um empate, desta vez frente ao Feirense, equipa da Liga de Honra.

No Estádio Marcolino de Castro, em Santa Maria da Feira, Nestor Alvarez fez o primeiro golo da partida - bonito, pelos vistos - aos 73 minutos, mas os anfitriões arrancaram o empate já em cima dos 90 minutos, tento apontado por Hélder Ferreira.

Ainda não foi desta: quero acreditar que estamos a poupar as vitórias para os jogos da primeira liga.
Só pode ser!

sexta-feira, 4 de agosto de 2006

PATETICES



Quiçá fruto da silly season que atravessamos, quiçá fruto do calor que afecta alguns neurónios mais frágeis, alguns opinadores insistem em bater na tecla da intensidade com a qual se vive a condição de "académico", num discurso emproadamente fundado num estranho complexo de superioridade moral e intelectual.

Porque este discurso serôdio também já se mistura perigosamente com puritanismo anacrónico e bota-abaixo patológico, proponho - uma vez mais - que em cada porta do Estádio Cidade de Coimbra passe a estar, na época que se avizinha, um "adeptómetro", um simples aparelho cuja utilidade passa por medir a intensidade do academismo de cada adepto da Briosa.

Pode ser que dessa forma algumas mentes narcisas, pretensamente mais apaixonadas pelo nosso emblema, sejam desmascaradas e revelem que todo o seu discurso moralizador e defensor dos velhos valores da instituição, assim como o ódio obsessivo que destilam na blogosfera, apenas servem interesses egoisticamente pessoais.

Pode ser...

AMBIÇÃO











Douglas, em declarações ao JOGO:

“A luta entre os três guarda-redes é sadia e respeitosa, o que faço é, como os meus colegas, dar o melhor, trabalhar nos limites para poder merecer a confiança do professor. Ele terá de decidir, a ideia é que a decisão se torne difícil, e a que ele tomar será sempre respeitada”

“Fui muito bem recebido por toda a gente, já me sinto adaptado ao clube e à cidade, agora é só trabalhar para poder ser opção. Hoje em dia, os guarda-redes distinguem-se por pormenores, por isso é obrigatório trabalhá-los até à exaustão”

“Não há razão para alarmes, estamos só no início, vamos melhorar muito. Pelo que já vi, a equipa vai realizar uma boa campanha.”

terça-feira, 1 de agosto de 2006

SIMPLESMENTE BRIOSA

Tal como a nossa Briosa também os nossos estimados amigos do Simplesmente Briosa estão a afinar a máquina para a época que se avizinha.

Nesse sentido, pedem-me que divulgue a seguinte nota informativa:

O Simplesmente Briosa encontra-se de momento com um grave problema técnico que é, de momento, insolúvel. Por essa razão o acesso pelo endereço http://simplesmentebriosa.blogspot.com/ deixou de ser possível. Para continuar a ler o blog devem os leitores fazê-lo pelo endereço http://www.academicacoimbra.com/ .

DE DERROTA EM DERROTA...

Depois de empates com Beira-Mar (0-0) e Paços de Ferreira (1-1) e derrotas com Leixões (0-3) e Penafiel (1-5), voltámos hoje a perder, desta vez no Luso, e com o Nacional da Madeira.

A derrota foi por 1-0, tendo o tento solitário sido marcado por Chilikov, aos 12 minutos, aproveitando um erro defensivo de Danilo.

Neste ciclo negativo apetece dizer: de derrota em derrota... até termos um bom arranque na primeira liga? Se temos que perder, que seja agora.