SEMPRE BRIOSA

Briosa... se jogasses no céu, morreria só para te ver jogar!

quinta-feira, 30 de novembro de 2006

FUGA AO FISCO E EXTINÇÃO?

Tudo isto é demasiado grave e mau para ser verdade. Mas será mesmo assim? O futuro próximo o dirá.

VIAGEM À MADEIRA

As Inscrições e reservas de lugares para o fim de semana comemorativo do 22º Aniversário da Mancha Negra já se encontram disponíveis.

Apelamos a todos que efectuem a sua reserva para garantirem o seu lugar na nossa SEDE ou na Agência GHEISA - Av. Fernão Magalhães Edif. Mondego - junto ao terminal da Rodoviária.

A Viagem irá decorrer nos dia 2, 3 e 4 de Março, e inclui VOO LIS/FNC E FNC/LIS+ TRANSFERES FNC E ESTADIA EM HOTEL **** EM REGIME DE PEQUENO ALMOÇO +(Jardin's D'Ajuda).

O Bilhete para o jogo fica inclusivé reservado com a Viagem. O respectivo montante para o fantástico weekend será de 310 euros, e terá garantido o divertimento, lazer, visitas a ilha e Jantar Comemorativo do 22º Aniversário da claque oficial da Mancha Negra com a presença de todos e com demais "SURPRESAS".

Salienta-se que a Viagem pode ser paga em pequenos e suaves pagamentos a partir de 50 euros.

Esperamos assim "INVADIR" a ilha do nosso amigo Alberto João, com as nossas cores e proporcionar UMA MAGNíFICA FESTA e Convívio.

Para mais informações, contactos: 919485361 Miguel Pedro / 936497246 CarlosBarra ou Agência Gheisa 239838922.

Vem passar o fim de semana em grande na Madeira, curtir bué e apoiar a mágica Briosa... sempre na companhia da família MN e família Académica.

terça-feira, 28 de novembro de 2006

PRÉ-FALÊNCIA?

Uma notícia bastante inquietante para todos nós que amamos a Briosa.

Para já, resta-nos aguardar pelo desfecho da Assembleia-Geral da próxima quinta-feira, para entendermos melhor todos os contornos deste alarme que acabou de "soar".

É certo e sabido que não há milagres, que o dinheiro não abunda, que a crise económica deste país já deixou de ser conjuntural para passar a ser estrutural, pelo que neste paupérrimo futebol português, todo e qualquer investimento significativo que se decida fazer num plantel de futebol profissional, tem que originar retorno rápido a nível de êxitos desportivos e receitas. Caso contrário...

NOMEAÇÃO

Artur Soares Dias, do Porto, foi nomeado para apitar o nosso encontro, em Braga, no próximo domingo.

TAÇA DE PORTUGAL



O sorteio de hoje da Taça de Portugal (4.ª ronda), ditou o Académica-V. Setúbal, que deverá ter lugar a 7 de Janeiro.

"A GANHAR OU A PERDER SOMOS BRIOSA ATÉ MORRER"



A Mancha Negra vai efectuar a viagem a Braga com o nome de código: "A GANHAR OU A PERDER SOMOS BRIOSA ATÉ MORRER" com a respectiva Viagem+Bilhete pelo valor de apenas 10 euros, para assim podermos contar com a presença do maior número de Academistas neste encontro a contar para a Liga profissional de Futebol Bwin.

As inscrições e informações adicionais podem e devem ser efectuadas na sede da claque, sito pavilhão Jorge Anjinho, de segunda a quinta até às 24H ou através dos telefones 919485361 Miguel Pedro e 936497246 Carlos Barra

A viagem está programada para Domingo dia 3 com saída prevista para as 15:30 do Pavilhão Jorge Anjinho.

DOUGLAS











Façam o favor de dar uma espreitadela ao site do nosso guarda-redes Douglas: aqui!

segunda-feira, 27 de novembro de 2006

PURO OURO NEGRO




















Dame N'Doye, de seu nome!

domingo, 26 de novembro de 2006

BEM-VINDO!












Congratulo-me muito com o regresso "daquele" Filipe Teixeira que todos nós conhecemos, como ficou provado no jogo desta tarde.

Sendo provavelmente o jogador da Briosa que mais aprecio ver jogar, é com enorme satisfação que o vejo superar a longa ausência e o amargo calvário, devido a grave lesão, e regressar em grande!

Um jogador destes, que joga e faz jogar, é um verdadeiro regalo para quem se desloca aos jogos da Briosa e, tal como aconteceu no FC Porto, quer-me cá parecer que com a ausência de Hélder Barbosa, Filipe Teixeira está a soltar-se. O mesmo aconteceu a Ricardo Quaresma em relação à saída da equipa do genial Anderson, com os resultados que se estão a ver.

"GERIMOS MUITO BEM A VANTAGEM"



«A Académica fez uma primeira parte mediana, o Beira Mar equilibrou a partida e chegou mesmo ao golo num dos raros momentos em que nos apoquentou.

Tivemos uma pontinha de sorte em irmos para intervalo com o resultado nivelado. Na primeira parte o equilíbrio foi a nota que dominou.

A segunda parte foi diferente. A académica dominou e esteve claramente por cima do adversário, conseguiu marcar em dois bons lances, um deles de longa distância de Dame. Já tinha marcado um frente ao Nacional e hoje repetiu-o com um grande golo. O outro golo é o resultado de se jogar rápido com dois toques. Depois gerimos muito bem a vantagem».

Manuel Machado (MaisFutebol)

FIBRA E GARRA

Académica, 3 - Beira Mar, 1

Na tarde de hoje os nossos rapazes, "amputados" de Hélder Barbosa, deram uma prova de grande garra e fibra, ao construírem uma magnífica reviravolta no marcador.

A uma primeira parte pautada por grande equilíbrio, onde a espaços os aveirenses foram mais perigosos, a Briosa soube manter a serenidade, reagir e aproveitar o tónico que foi o golo do empate, por Litos, em cima do intervalo.

Dame, aos 3 minutos da etapa complementar, deu-nos vantagem com um remate fortíssimo que resultou num autêntico golão, e a partir daí só deu Briosa. Com um público fantástico no seu apoio, e mais uma vez com Filipe Teixeira em grande, Gyano fixou o justíssimo 3-1 final.

A Académica está agora no 9.º lugar, com 13 pontos, tendo alcançado a 3.ª vitória consecutiva em casa, numa altura em que se aproxima um ciclo terrível. Será que finalmente o trabalho de Manuel Machado está a dar os seus frutos? Quero muito acreditar que sim!

sexta-feira, 24 de novembro de 2006

ATÉ FINAL DA TEMPORADA










Confirma-se aquilo que se temia: Hélder Barbosa está impossibilitado de dar o seu valioso contributo à nossa equipa até final da época.

Um grande abraço e que a recuperação, longa e penosa, seja superada a 100%!

quinta-feira, 23 de novembro de 2006

É PRECISO TER MESMO AZAR!

Hélder Barbosa sofreu esta tarde uma lesão grave no jogo particular que a Briosa realizou com o Pampilhosa, no Luso.

Em princípio terá fracturado a rótula num lance com Morgado, pelo que o período de ausência deverá ser significativo.

Logo agora que estava a revelar-se um dos nossos melhores elementos - ou mesmo o melhor - é que este infortúnio tinha que bater à sua porta.

Um abraço solidário e que a recuperação seja rápida!

quarta-feira, 22 de novembro de 2006

REFORÇOS

As prioridades de reforço da equipa parecem-me bem definidas.

Um defesa-central e um avançado são carências do nosso plantel perfeitamente evidentes. Quanto à nacionalidade, isso parece-me ser pouco importante, se o principal critério for o da qualidade.

segunda-feira, 20 de novembro de 2006

"VOU SENTIR-ME CADA VEZ MELHOR"


«Senti-me feliz por ter marcado e, ao mesmo tempo, triste pelo resultado.
Penso que foi um bom momento, apesar de ter sido insuficiente para ajudar a equipa.

Mostrámos que também éramos capazes de marcar ao F.C. Porto e jogar taco-a-taco. Só foi pena que o árbitro tenha, como acontece normalmente, optado por proteger a equipa grande. No primeiro golo deles, por exemplo, o Quaresma domina a bola com a mão.

No lance do 2-1, a culpa é nossa, porque descurámos a marcação ao Pepe. Vamos ter de trabalhar melhor as situações de bolas parada.


Não foi nada que me deixasse surpreendido, por que já joguei com 50 ou 60 mil pessoas a assistir. O Estádio do Dragão é lindo e faz sonhar qualquer jogador.
É nesta alturas que damos asas à imaginação e eu não escondo que gostava de representar um dos grandes.
Tenho alguma inclinação para o F.C. Porto porque já o conhecia desde que bateu uma equipa do meu país, o Once Caldas, para a Taça Intercontinental.

Vamos com calma. Estou sozinho em Portugal e isso não me permite trabalhar com a tranquilidade que desejaria. Mas estou a adaptar-me progressivamente e com os golos a aparecerem vou sentir-me cada vez melhor».


Nestor Alvarez (MaisFutebol)

domingo, 19 de novembro de 2006

"RESULTADO QUE SE ACEITA"



«Foi um jogo com um desfecho previsível, um resultado que acaba por se aceitar, embora um conjunto de imponderáveis mereçam observação.

Jogámos no Dragão com o líder da classificação e campeão em título de forma aberta, com uma estratégia que não pressupunha uma filosofia muito defensiva. Jogámos no campo todo e não fomos dominados.

Demonstrámos algum crescimento em relação a jogos anteriores, mas alguns hiatos de concentração permitiram que o adversário fizesse dois golos. Jogámos com respeito por nós próprios e pela condição de liderança do adversário.

Com um pouco mais de concentração teríamos conseguido um ponto que faria jus à nossa boa exibição.

Tenho ainda de dizer que as mãos dentro da área são para ser assinaladas. Digo isto porque o primeiro golo nasce de um controlo da bola com a mão da parte do Quaresma».

Manuel Machado (MaisFutebol)

QUE PENA!



FC Porto, 2 - Académica, 1

É certo que jogámos no terreno do actual líder, e também campeão em título, mas tal como no jogo do Bessa, fica a sensação de frustração de que podíamos ter alcançado algo mais.

Perder por 1-2 não é tão humilhante como os 1-5 da época passada, mas face à nossa boa organização, aos aceitáveis níveis de concentração e à réplica que oferecemos, esta derrota com um 2º golo a ser consentido a 6 minutos do fim tem um sabor muito amargo.

Os portistas dominaram, é um facto, mas a nossa defesa - tirando os inaceitáveis erros cometidos nos lances que originaram os dois golos dos da casa - esteve bem, o meio-campo foi batalhador e organizado, mas faltou-nos eficácia e discernimento no último terço.

Raramente conseguimos criar lances de perigo, e quando tal aconteceu a defesa portista chegou e sobrou, mesmo com Filipe Teixeira e Miguel Pedro a darem algum trabalho ao nosso adversário. Hélder Barbosa, por seu lado, esteve uns furos abaixo daquilo a que já nos habituou, quiçá acusando o peso do regresso a casa.

A Briosa não fez um jogo entusiasmante, mas pelo forma como vendeu cara a derrota, e pelo modo como não se amedrontou, naquele que talvez seja neste momento o terreno mais difícil da liga nacional, fico um pouco mais optimista em relação àquilo que este conjunto pode - e deve - produzir.

As equipas alinharam do seguinte modo:

FC PORTO: Helton; Bosingwa, Pepe, Bruno Alves e Cech; Raul Meireles (Alan, 80); Lucho e Jorginho (Bruno Moraes, 45); Lisandro (Ibson, 55), Hélder Postiga e Quaresma.

ACADÉMICA: Pedro Roma, Nuno Luís, Litos, Kaká, Lino; N´Doye, Pavlovic, Roberto Brum (Paulo Sérgio, 63), Filipe Teixeira (Sarmento, 63); Hélder Barbosa (Nestor, 56) e Miguel Pedro.

Ao intervalo: 0-0

Marcadores: Hélder Postiga (53m), Nestor (76m) e Pepe (85m)

Disciplina: cartão amarelo a Pavlovic (23m), Pepe (44m) e Dame (88m)

sexta-feira, 17 de novembro de 2006

"PONTUAR É SEMPRE BOM"



«Pontuar é sempre bom. É sempre positivo quando se acrescentam pontos, ao contrário do que sucede quando se perde.

[os jogadores] Têm de cometer menos erros que o adversário, estar mais concentrados e mais eficazes, tendo o melhor aproveitamento daquilo que poderão construir a nível ofensivo.

Se cometerem os erros dos jogos com a Naval, o Nacional ou a União de Leiria, dificilmente teremos êxito.»

Manuel Machado (Diário Digital)

LISTA DE CONVOCADOS

Pedro Roma, Eduardo, Danilo, Kaká, Litos, Nuno Luís e Lino, Roberto Brum, Paulo Sérgio, Filipe Teixeira, Vítor Vinha, Miguel Pedro, Nuno Piloto, Pavlovic, Hélder Barbosa, Sarmento, Dame e Nestor Alvarez.

quinta-feira, 16 de novembro de 2006

NOVOS BLOGUES

Regozijando-me pelo facto da blogosfera afecta à nossa Briosa registar uma crescente e saudável pujança, aproveito para informar que acabei de actualizar a coluna de links.

Concorde-se ou discorde-se das suas opiniões - e o Mário José de Castro sabe o quanto tenho discordado dos seus pontos de vista - creio que se há algo que nenhum de nós pode beliscar, é a paixão que os seus autores têm pelo nosso clube.

Sendo assim, recomendo uma visitinha, tanto ao Denúncias e Opiniões, de Mário Castro, como ao Briosa: Sem Comentários!, de Fernando Pompeu.

A OPINIÃO DOS NOSSOS JOVENS













«No sentido de conquistar pontos, será um jogo especialmente difícil para a nossa equipa.
Mas pela motivação dos jogadores e pelo valor do adversário, este vai ser o jogo mais fácil de todos, porque é quase certo que daremos muito mais de nós em campo, pois todos gostam deste tipo de desafios, de maior projecção mediática.»

Miguel Pedro (Record)





«É sempre bom regressar àquela casa. Será uma ocasião especial para mim, o que é normal, já que fiz lá a formação e ainda na última época estava lá.
Neste momento, a Académica é tudo para mim. É por ela que tenho de lutar e não há volta a dar: precisamos de pontos para assegurar rapidamente a manutenção.»

Hélder Barbosa (MaisFutebol)

terça-feira, 14 de novembro de 2006

"QUERO MOSTRAR O MEU FUTEBOL"



«Este [FC Porto-Académica] é um dos jogos que ninguém quer perder, no estádio de uma das melhores equipas de Portugal; por isso seria muito importante jogar já neste fim-de-semana e, porque não, marcar ao FC Porto.

Os últimos tempos foram difíceis, o azar perseguiu-me, mas agora já me sinto melhor e quero mostrar o meu futebol, o que não pude fazer até agora.»

Nestor Alvarez (Record)

"NÓS CANTAREMOS SEMPRE...

... EM QUALQUER LUGAR!"


A Mancha Negra vai efectuar a viagem ao Estádio do Dragão com o nome de código: "NÓS CANTAREMOS SEMPRE EM QUALQUER LUGAR!"com a respectiva Viagem + Bilhete pelo valor de apenas 15 Euros, para que assim possamos contar com a presença do maior número de Academistas e simpatizantes para mais um encontro na luta pelo escalão principal do nosso Futebol Profissional.

As inscrições e informações adicionais podem e devem ser efectuadas na sede da claque, sito Pavilhão Jorge Anjinho, de segunda a quinta até às 24H ou através dos telefones 919485361 Miguel Pedro e 936497246 Carlos Barra.

A viagem está programada para Sabado dia 18, com saída prevista pelas 16:30 do Pavilhão Jorge Anjinho.

domingo, 12 de novembro de 2006

SOKOTA? NÃO, OBRIGADO!



Esperando que os responsáveis da Briosa saibam decidir bem e com competência, e que saibam avaliar bem toda esta situação, não deixo de ficar preocupado quando leio que Tomo Sokota poderá vir em breve para Coimbra.

Um jogador que não veio para o Sporting, tendo sido recusado devido ao seu estado físico, que saiu do Benfica sem deixar saudade por ter passado mais tempo na enfermaria e que raramente jogou no FC Porto, agora já está em condições de envergar a nossa camisola?

Somos o depositário daquilo que mais ninguém quer? Somos o clube onde aterram aqueles que estão na curva descendente da sua carreira?

Não me parece! O senhor Pinto da Costa que o vá impingir a outras bandas.

VITÓRIA EM MIRANDA DO CORVO

A Académica bateu ontem o Mirandense por 2-0, em encontro de carácter particular disputado em Miranda do Corvo. Os golos tiveram a assinatura de Nestor Alvarez e de Hélder Barbosa.

sexta-feira, 10 de novembro de 2006

"NEM EU SEI EM QUE POSIÇÃO JOGO"



Dame N'Doye, o nosso novo homem-golo, em entrevista ao site MaisFutebol:

«Estou a gostar muito de jogar em Portugal. O meu irmão disse-me maravilhas da cidade e do clube. Foi fácil convencer-me a trocar o Qatar [jogava no Al Sadd] por Coimbra. Tenho sido bem tratado e as pessoas são extremamente simpáticas.

Nem eu sei em que posição jogo. Já fiz de tudo no meio-campo e na frente. Sinto-me mais à-vontade como número 10.

Nunca fiz outra coisa na vida. Quando deixei a escola, passei a dedicar-me exclusivamente ao meu desporto favorito.

Falamos bastante [com o irmão mais velho]. Aproveito para o pôr ao corrente da vida do clube e das minhas proezas, como o último golo que marquei. Ele gosta muito de Coimbra e teve pena de sair.

Conheço o meio e, por isso, não estou a ter problemas, apesar de reconhecer que vim encontrar uma realidade completamente diferente, para melhor, em relação ao Qatar e a África.»

quinta-feira, 9 de novembro de 2006

JOGOS PARTICULARES

A Briosa bateu ontem, no Luso, o Pampilhosa por 1-0, com o golo a ser assinado por Dame.

No sábado, em Miranda do Corvo, joga-se nova partida de carácter particular, mas desta vez com o Mirandense.

domingo, 5 de novembro de 2006

"FOI O NOSSO MELHOR JOGO..."


«É claro que gostamos de ter individualidades, mas o nosso trabalho assenta no colectivo e por isso a participação nos resultados, bons ou menos bons, faz-se sempre com base numa responsabilidade repartida.

Este foi, talvez, o nosso melhor jogo em casa. Mesmo em relação à primeira parte, já vi mais cinzento por aí. Na segunda metade, deu-se, efectivamente, um decalage em termos de qualidade.

O Hélder foi decisivo, mas também beneficiou do desgaste do adversário, devido ao trabalho dos colegas. Quando se joga à bisga, não se pode entrar logo com o ás.

Temos flutuado entre dois sistemas, o 4x4x2 e 4x2x3x1. Como o primeiro não estava a resultar, empregámos o segundo e, desta vez, saímo-nos bem.
Em suma, penso que tivemos ascendente durante a primeira parte, mais posse de bola, cantos, e finalização, e, na segunda, com as alterações operadas, o domínio acentuou-se.»

Manuel Machado (MaisFutebol)

MAIS TRÊS PONTINHOS

A Académica conseguiu hoje obter o segundo triunfo na liga ao bater o Estrela da Amadora por 2-0.

Verdade se diga, o jogo foi uma grande "seca", sobretudo na primeira parte, onde apesar de tudo fomos superiores: o problema foi mesmo a finalização. Oportunidades de golo foram raríssimas, momentos de emoção quase nem vê-los!



Nos segundos 45 minutos a coisa lá melhorou, mas o mérito de termos chegado a este triunfo, e logo por duas bolas (um luxo nos dias que correm), é quase todo de Filipe Teixeira (a caminho da boa forma?) e de Hélder Barbosa (entrado ao intervalo para o lugar de Nuno Piloto).

Hélder Barbosa, aos 60 minutos, deu o primeiro a marcar a Dame, colocando assim a Briosa em posição de merecidíssima vantagem; Filipe Teixeira, aos 67, fez um excelente trabalho, assistiu o puto Hélder Barbosa que fixou o resultado final em 2-0, com inteira justiça!

Estamos agora no 11º lugar com 10 pontos (2 vitórias, 4 empates, 3 derrotas), sendo que na próxima jornada vamos... ao Dragão!

Ficha de Jogo

Estádio Cidade de Coimbra, em Coimbra

Assistência: 5.292 mil espectadores

Académica: Pedro Roma, Káká, Litos, Nuno Luís, Lino, Roberto Brum, Paulo Sérgio (Pavlovic, 86), Nuno Piloto (Hélder Barbosa, 46), Filipe Teixeira (Medeiros, 71), Miguel Pedro e Dame N'Doye

Treinador: Manuel Machado

Estrela da Amadora: Paulo Lopes, Edu Silva, Amoreirinha, José Fonte, Rui Duarte, Tiago Gomes, Jordão (Pedro Simões, 54), Ndiaye, Jaime, Paulo Sérgio (Moses, 73) e Dário.

Treinador: Daúto Faquirá

Golos: 1-0, Dame N'Doye, (59); 2-0, Hélder Barbosa (67)

Árbitro: Hugo Miguel (Lisboa)

Acção disciplinar: Cartão amarelo para Jordão (31) e Tiago Gomes (35).

sábado, 4 de novembro de 2006

LISTA DE CONVOCADOS

Pedro Roma, Douglas, Káká, Roberto Brum, Hélder Barbosa, Paulo Sérgio, Gelson, Filipe Teixeira, Medeiros, Lino, Vítor Vinha, Miguel Pedro, Litos, Sarmento, Nuno Luís, Nuno Piloto, Milos Pavlovic e Dame.

sexta-feira, 3 de novembro de 2006

UM TREINADOR SEM INSÓNIAS



«A questão do meu lugar estar em perigo não me tira o sono. É para o lado onde durmo melhor.

O E. Amadora é uma equipa com objectivos comuns aos da Académica: a manutenção, e que vem certamente animada com a última vitória alcançada, com os índices emocionais mais elevados.

O que falha são os resultados, apesar da ambição presente em todos os jogos, mesmo no jogo contra a União de Leiria.
Uma vitória mais coloca a Académica no meio da tabela e ainda não se podem fazer juízos de valor antecipados. O campeonato é longo e as coisas podem alterar-se.»

Manuel Machado (MaisFutebol)