SEMPRE BRIOSA

Briosa... se jogasses no céu, morreria só para te ver jogar!

domingo, 4 de março de 2007

E agora?



Nacional, 4 - Académica, 0

Tarde de pesadelo na Choupana, goleada à moda antiga e terceira derrota consecutiva (Boavista, Sporting e Nacional).

É um facto que no primeiro tempo até produzimos algum bom futebol, intimidámos o Nacional, fomos a equipa com maior número de cantos marcados, com mais iniciativa de jogo, mas a verdade é que todos esses indesmentíveis factos não se traduziram em eficácia, pelo que ao intervalo já perdíamos por 1-0, golo de Chaínho, em mais um lance de atrapalhação dos nossos defesas. Um resultado injusto? Seguramente!

No segundo tempo a Briosa "estoirou" (fruto do esforço de Alvalade?), só existiu uma equipa em campo e a cavalgada madeirense no marcador foi uma realidade, para mal dos nossos pecados.

Sem dúvida que o 2-0 logo a abrir, aos 47 minutos, por Cássio foi mais um rombo na força anímica da nossa equipa, não ajudou nada, e a verdade é que, a partir daí, nunca mais a nossa equipa se encontrou, instalou-se o nervosismo e a descrença, pelo que os restantes golos do Nacional não foram surpresa para ninguém (Diego aos 83 e Cássio aos 88).

Segundo me relatou um amigo que vive na Madeira e que assistiu a esta partida, foi penoso testemunhar a exibição da Briosa nos segundos 45 minutos: erros infantis, facilidades incríveis concedidas pelo nosso sector defensivo, apatia dos elementos do meio-campo e nulidade no ataque (Gyano, Pitbull e Gelson).

Não quero crer que seja verdade, mas atendendo àquilo que um jogador do nosso actual plantel há uns tempos me confidenciou, o ambiente no balneário não é o melhor, há algum mal-estar, Manuel Machado não é bem visto por alguns sectores do plantel, e sendo assim, o reflexo de tudo isso fica infelizmente bem patente no relvado.

Não querendo ser pessimista nem arauto da desgraça, começo a ficar muito preocupado com aquilo que nos espera: uma poisção nada tranquila na tabela classificativa, um calendário complicado e uma situação interna longe de ser a melhor.

Ao fim de 20 jornadas estamos assim:

1. FC Porto 49
2. Benfica 45
3. Sporting 39 (menos 1 jogo)
4. Sp. Braga 31
5. P. Ferreira 29
6. Nacional 28
7. Marítimo 28
8. U. Leiria 28 (menos 1 jogo)
9. Belenenses 27 (menos 1 jogo)
10. Naval 27
11. E. Amadora 24
12. Boavista 23 (menos 1 jogo)
13. Académica 19
14. V. Setúbal 14
15. Beira-Mar 13
16. Desp. Aves 11

Por que razão equipas com orçamentos relativamente baixos como Leiria, Paços de Ferreira, Naval, Amadora e o próprio Belenenses, que esteve com um pé na liga de honra, estão tão tranquilas, mesmo que ninguém desse nada por elas no início do campeonato, e a nossa Briosa com um plantel ao qual todos reconheciam valor e com um treinador experiente está tão intranquila? Onde falhamos, e porquê?

Se os nossos adversários directos não tivessem todos perdido nesta ronda ainda mais difícil estaria agora a nossa situação, pelo que confesso que já não acredito - por muito que goste da minha Briosa - que se venha a verificar a tal boa ponta final que costuma caracterizar as equipas treinadas por Manuel Machado, o qual deve estar hoje bem mais feliz com a vitória do 'seu' candidato no clube do 'seu' coração...

0 comentários:

Enviar um comentário

<< Home