SEMPRE BRIOSA

Briosa... se jogasses no céu, morreria só para te ver jogar!

domingo, 15 de abril de 2007

Acordámos tarde



Académica, 1 - FC Porto, 2

Que me desculpem os académicos mais puristas mas não gostei da Briosa que esta noite vi defrontar o FC Porto. Por muita paixão e boa-vontade que tenha, fiquei tremendamente desiludido.

É certo que defrontávamos o líder da liga e o mais forte candidato a vencer a mesma, mas é precisamente neste tipo de jogos que os nossos jogadores devem mostrar toda a motivação e aproveitar o facto de jogarem perante um adversário que joga aberto.

Vi jogadores demasiado macios, nervosos, com pouco discernimento na construção dos lances, e exceptuando Filipe Teixeira (como é hábito...), Kaká e Lino, nenhum outro elemento esteve à altura.

Fomos dominados, ficámos completamente atordoados com a entrada fortíssima do FC Porto, não conseguíamos saír do colete de forças e só não fomos para intervalo em desvantagem mais dilatada do que o 1-0 (golo de Bruno Alves) porque felizmente existem... os postes.

No segundo tempo, Manuel Machado passou o 4x4x2, para 4x3x3, Brum entrou para o lugar de Gyano (uma nulidade) e isso criou mais dificuldades ao nosso adversário.

Mas como essa melhoria não nos fazia chegar ao empate, foi o FC Porto que aproveitou, com Adriano aos 70 minutos a assinar o 2-0.

Aos 75 minutos, na marcação da grande penalidade, Lino relançou o encontro, parecia que podíamos pensar em algo mais, mas já era tarde.

Constatação: não vencemos em casa há QUATRO MESES E MEIO, somámos a 13ª derrota, temos um calendário tremendo e a luta pela permanência ainda nos vai fazer sofrer... e muito.

0 comentários:

Enviar um comentário

<< Home