SEMPRE BRIOSA

Briosa... se jogasses no céu, morreria só para te ver jogar!

sexta-feira, 11 de maio de 2007

Pobres cabeças

Já uma vez aqui escrevi mas pelos vistos existe a necessidade de o repetir:

Quando decidi criar este blogue apenas tinha, tal como hoje, o objectivo de dedicar um pequeno espaço à paixão que nutro pela Briosa. Nunca andei em disputas para ter o maior número de visitas ou de comentários, até porque esse nunca foi, em momento algum, o meu objectivo. Seria demasiado redutor.
Também por isso sempre fiz questão de passar ao lado de estranhas formas de protagonismo alimentadas por polémicas bacocas ou estéreis disputas, condimentadas por insultos e insinuações. É que essa não é, nem nunca foi, a minha forma de estar na vida. Deixo isso para os caceteiros e trauliteiros do regime.

Tenha uma, tenha cem visitas, tenha zero, tenha cinquenta comentários, é-me absolutamente indiferente, acreditem.
Não tenho questões mal resolvidas nem sinto qualquer recalcamento ou frustração que necessitem de ser curados ou disfarçados através da notoriedade blogosférica.
Aliás, se fosse esse o meu propósito, provavelmente teria aceite o simpático convite que há uns tempos me foi endereçado para me juntar a um blogue colectivo alusivo à nossa Briosa. Mas não aceitei. E não aceitei, porque para mim o maior prazer e satisfação está precisamente em manter vivo um espaço que é quase como um filho (passe o exagero), numa lógica individual e solitária.

Não ando obcecado - se calhar ao contrário de outros - sempre a olhar para o lado, a ver quem e quantos comentam, quantas visitas diárias tenho ou quantas menções fazem ao meu espaço.

Por isso não vale a pena irem por aí, escarnecerem, tentarem provocar-me, insinuando que o Sempre Briosa tem poucas visitas ou quase nenhum comentário, porque - acreditem - este é mesmo um exercício quase egoísta de pura satisfação pessoal.

Aliás, se subscrevesse essa lógica competitiva de medir tudo à milésima de visita ou comentário, também me poderia vangloriar dos resultados atingidos noutro blogue - de cariz político - no qual tenho o prazer de debitar prosa e que supera em visitas e comentários, de forma clara e indiscutível, qualquer espaço blogosférico conotado com a nossa Briosa. Mas não o farei... porque não quero ser igual a umas quantas pobres cabeças.

0 comentários:

Enviar um comentário

<< Home