SEMPRE BRIOSA

Briosa... se jogasses no céu, morreria só para te ver jogar!

quarta-feira, 4 de julho de 2007

Justíssima homenagem



Numa altura em que o amor à camisola, o profissionalismo, a urbanidade e a seriedade já não são assim tão frequentes no actual mundo do futebol, é da mais elementar justiça a homenagem que se vai fazer amanhã ao nosso grandíssimo Pedro Roma, promovida pela Casa da Académica de Lisboa.

Há cerca de 12 anos tive o grato prazer de conhecer o Pedro, curiosamente num almoço do plantel do Benfica, onde ele jogava (sendo na altura suplente APENAS de um senhor chamado Michel Preud'homme!), e eu enquanto representante de um dos patrocinadores.

Fiquei na mesma mesa do nosso carismático guarda-redes, e ainda de Marcelo, também ele na altura jogador dos encarnados. Pedro Roma revelou-se uma pessoa extremamente bem educada, afável, maduro e culto.

Embora ainda um jovem, já na altura Pedro Roma não enganava: estava ali um líder nato e um homem íntegro. Para minha enorme alegria, passado pouco tempo dava-se o seu regresso à sua - e minha - Briosa, onde ainda hoje está, e bem!

Pedro Roma tem sido, e será sempre, um dos grandes valores que constituem o que há de melhor no capital humano da nossa Briosa. Por tudo aquilo que nos tem dado merece sem sombra de dúvida o nosso grande aplauso.

Muitos parabéns, Pedro!

0 comentários:

Enviar um comentário

<< Home