SEMPRE BRIOSA

Briosa... se jogasses no céu, morreria só para te ver jogar!

domingo, 19 de abril de 2009

OLARÁPIO BENQUERENÇA DECIDIU ESTE JOGO!

Académica - FC Porto, 0-3



Que dizer de um jogo onde os nossos jogadores estavam a ser os melhores, jogando de modo, abnegado, sério, honesto e empenhado, até ao momento em que um ladrão de apito na boca penalizou todo esse esforço, roubando-nos uma grande penalidade mais do que evidente, mesmo antes do intervalo, logo num momento crucial?

Enquanto o futebol português continuar a ser a quintinha dos mesmos, em que mais ninguém possa sequer ousar ter algum retorno do seu mérito desportivo, os estádios continuarão a ter cada vez menos público, os sponsors afastar-se-ão desta mentira e os ordenados em atraso serão cada vez mais frequentes.

Se é este o panorama que se quer para o futebol nacional então cada vez mais creio que a nossa Briosa está a mais neste lamaçal, nojento, sujo e podre!

Pelo esforço, pela dignidade e pela forma como defenderam o nosso emblema contra 14, apenas vos digo: foram uns bravos rapazes!


Estádio Cidade de Coimbra
Árbitro: Olegário Benquerença (Leiria)

ACADÉMICA

Peskovic; Pedrinho, Amoreirinha, Orlando e Pedro Costa; Cris, Nuno Piloto e Tiero (Licá); Lito (Madej), Saleiro (Éder) e Miguel Pedro.

Suplentes não utilizados: Rui Nereu, Berger, André Fontes e Diogo Gomes.

Treinador: Domingos Paciência

FC PORTO

Helton; Sapunaru, Rolando, Bruno Alves e Cissokho; Fernando e Raul Meireles; Mariano, Hulk, Lisandro e Rodríguez.

Suplentes: Nuno, Farías, Guarín, Pedro Emanuel, Stepanov, Tarik e Tomás Costa.

Treinador: Jesualdo Ferreira

Golos: Rolando, Lisandro e Mariano.


Nuno A.

Etiquetas:

ACADÉMICA - FC PORTO

Lista de convocados:

Guarda-redes:
Rui Nereu e Peskovic

Defesas:
Pedrinho, Orlando, Berger, Amoreirinha e Pedro Costa

Médios:
Madej, Diogo Gomes, Nuno Piloto, André Fontes, Tiero e Cris

Avançados:
Miguel Pedro, Saleiro, Licá, Éder e Lito


Nuno A.

Etiquetas:

sábado, 11 de abril de 2009

PRÉMIO À FORMA DE ESTAR EM CAMPO



Domingos Paciência:

«Acho que toda a gente teve a oportunidade de ver o que se passou hoje. O Benfica, pelo que fez e pelas oportunidades que criou, sabíamos que era natural se surgisse um golo. Há que premiar a forma de estar da Académica em campo, pela entrega que teve. Não foi um jogo tão bem conseguido como na época passada, foi mais em luta, em sacrifício. Foi uma vitória feliz, mas a felicidade procura-se. A Académica trabalhou muito, teve um espírito de entreajuda enorme. Se estivesse do lado do Benfica, diria que é um resultado injusto. É natural que o Benfica, tendo perdido este jogo, esteja agora muito mais longe do título.

«Estratégias de motivação é natural que haja em todas as equipas. Não foi um momento infeliz, porque o Nuno Piloto esclareceu as suas declarações. Não foi por aí, porque a minha equipa estava motivada.»

«Com 31 pontos, fica praticamente selada a manutenção. Acho que a equipa merece, pelo comportamento que tem tido, mesmo que até agora, fora de casa, o rendimento não ter sido o melhor. Não é fácil a equipa apresentar a intensidade que apresenta.»

«Ainda não tive a oportunidade de ver os lances mais difíceis a ajuizar. Não sei se, quando o Nuno Piloto remata à baliza, o Miguel Vítor não agarra com a mão. O David Luiz também poderia ver um amarelo pelas faltas que fez. Mas a arbitragem não teve influência no resultado. Quando o Aimar marca, fica a sensação que há um empurrão ao guarda-redes na zona em que a bola ia cair. Mas como disse, ainda não vi os lances.»


Nuno A.

Etiquetas:

A TRADIÇÃO (RECENTE) AINDA É O QUE ERA

Benfica - Académica, 0-1



Uma bela lição - um ano depois no mesmo local - dada por uns estudantes que mostraram ser exemplares em suor, abnegação, empenhamento, espírito de equipa e humildade!

Mesmo com a mão invisível a reduzir-nos a 10 elementos e a dar 5 minutos de compensação, os nossos jogadores foram bravos a resistir e a gerir a vantagem com grande mestria.

Bravo, rapazes!



Estádio: da Luz, em Lisboa
Árbitro: Marco Ferreira, da Madeira

BENFICA

Quim; Maxi Pereira, Sidnei, Miguel Vitor e David Luiz; Reyes, Carlos Martins (Mantorras, 76), Ruben Amorim e Aimar; Nuno Gomes (Di Maria, 67) e Cardozo.

Treinador: Quique Flores

ACADÉMICA

Peskovic; Pedrinho, Luiz Nunes, Orlando e Hélder Cabral; Cris (Berger, 62), Nuno Piloto e Tiero; Miguel Pedro, Carlos Saleiro (Éder, 59) e Lito (Amoreirinha, 75).

Treinador: Domingos Paciência

Disciplina: cartão amarelo a Hélder Cabral (56 e 73 m), Reyes, (69 m), Luiz Nunes (77 m) e Amoreirinha (90 m); cartão vermelho para Hélder Cabral (73 m)

Golos: Tiero (23 m)


Nuno A.

Etiquetas:

POR ACASO DISSE ALGUMA MENTIRA?



Nuno Piloto: «em termos de qualidade de jogo, o Benfica não demonstrou (na Amadora) ser uma equipa candidata ao título».

Não vejo motivos para tanta histeria e revolta do lado encarnado. Talvez fosse bom que esses senhores se preocupassem mais com o rendimento real da sua "equipa-maravilha" do que com as declarações honestas do nosso capitão, o qual se limitou a constatar um facto visível a todos.


Nuno A.

Etiquetas:

BENFICA - ACADÉMICA

Lista de convocados:

Guarda-redes:
Pedro Roma e Peskovic.

Defesas:
Pedrinho, Orlando, Luiz Nunes, Berger, Amoreirinha e Hélder Cabral.

Médios:
Carlos Aguiar, Diogo Gomes, Nuno Piloto, André Fontes, Tiero e Cris.

Avançados:
Miguel Pedro, Saleiro, Licá, Éder e Lito.


Nuno A.

Etiquetas: