SEMPRE BRIOSA

Briosa... se jogasses no céu, morreria só para te ver jogar!

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

BENEFÍCIO DA DÚVIDA



Parece-me claro que estamos a 'inventar' um treinador, ou por manifesta incapacidade para atraír um técnico de créditos firmados, ou então porque de facto alguém detectou em José Guilherme um potencial tremendo para se revelar um bom treinador.

Estou muito céptico, não conheço o seu trabalho, nunca tinha ouvido falar dele, e precisamente porque não gosto de julgar ninguém antes de ver os resultados que produz, merece o benefício da dúvida.

As suas declarações aquando da apresentação oficial enquanto novo treinador da Briosa:

«Chego agora à Liga por uma questão de opção. Há várias formas de chegar ao topo. Alguns querem solidificar a sua formação primeiro, foi o que me aconteceu. Já estou há alguns anos no futebol, embora noutras funções. A partir do momento em que passei pela Selecção, achei que era a altura indicada para dar uma volta na carreira e tornar-me treinador profissional.

Foi tudo muito rápido. O convite aconteceu já bastante tempo depois da saída de Jorge costa, não estava à espera. Em termos de carreira perspectivava começar a treinar só para o ano. Foi de um momento para o outro. Era sim ou não. E foi sim...

Vou pensar 24 horas na Académica, mesmo a dormir vou sonhar com ela algumas vezes. Prometo dedicação máxima, a 100 por cento. Se posso prometer a manutenção? A equipa está em posição confortável e não nos passa pela cabeça que não o consiga.


«Jorge Costa e Villas Boas só me disseram coisas fantásticas. Não conheço ninguém que diga mal de Coimbra».

Nuno A.

Etiquetas:

0 comentários:

Enviar um comentário

<< Home