SEMPRE BRIOSA

Briosa... se jogasses no céu, morreria só para te ver jogar!

quarta-feira, 28 de dezembro de 2011

ACADÉMICA-OLIVEIRENSE

Sorteio da Taça de Portugal há pouco realizado na sede da Federação Portuguesa de Futebol:

Académica-Oliveirense
Sporting-Nacional

Jogos da primeira mão agendados para dia 11 de Janeiro, segundo confronto, dia 8 de Fevereiro, que acontecerá, em princípio, em Oliveira de Azeméis.

Nuno A.

Etiquetas:

sexta-feira, 23 de dezembro de 2011

RENOVAÇÕES NA ORDEM DO DIA



Uma grande notícia antes de fechar o ano: o jogador da Briosa, Sissoko, valor cada vez mais seguro, renovou contrato até ao final da próxima temporada. O número 3 dos "estudantes", que tem vindo a ser uma aposta frequente por parte de Pedro Emanuel, prolongou o seu vínculo com a turma de Coimbra.

Tal como Sissoko, também Flávio Ferreira renovou contrato por mais três temporadas, sendo o seu novo vínculo válido até ao final da época 2014/2015.

Nuno A.

Etiquetas:

quarta-feira, 21 de dezembro de 2011

OBJECTIVO JAMOR CADA VEZ MAIS PERTO

Académica-Desp. Aves, 3-2



Estádio EFAPEL Cidade de Coimbra

ACADÉMICA

Peiser; Cédric, Berger, Abdoulaye e Nivaldo; Habib; Adrien e Hugo Morais (Diogo Melo); Sissoko, Éder (Fábio Luís) e Diogo Valente (Marinho).

Suplentes não utilizados: Fábio Santos, João Dias, Danilo e Rui Miguel.

DESP. AVES

Rui Faria; Geraldes, Tiago Valente, João Pedro e Nélson Pedroso; Tito e Grosso; Pedro Pereira, Pedro Cervantes e Vasco Matos; Pires.

Suplentes: Marafona, Romaric, Romeu, Ricardo Martins, Bischoff, Quinaz e Dally.

Marcadores: 1-0 Éder, 1-1 Pires, 2-1 Berger, 3-1 Abdoulaye, 3-2 Bischoff

Árbitro: João Capela

Nuno A.

Etiquetas:

terça-feira, 20 de dezembro de 2011

"O PENAFIEL SERVIU DE EXEMPLO"



Pedro Emanuel, na antecâmara do jogo com o Desportivo das Aves (jornal A BOLA):

Quais são as expectativas para o jogo de amanhã?
As expectativas são as melhores. Vimos de resultados positivos e de exibições conseguidas e acima de tudo com postura e determinação de uma equipa que tem ambição. Essa é a receita que temos de introduzir no jogo de amanhã. Temos que alimentar o sonho com humildade e com o espírito colectivo que a Académica tem vindo a apresentar. Temos valor, qualidade e ambição para estarmos na final da Taça de Portugal.

O que espera do Desp. Aves?
Espero uma equipa aguerrida, a tentar explorar os espaços que nós lhes possamos dar. Reconheço o valor do adversário, que tem qualidade e também têm a ambição de alimentar o sonho que de certeza absoluta que o têm.

A eliminação da Taça da Liga, diante do Penafiel, uma equipa que também milita na Liga Orangina, serviu-vos de exemplo?
Está mais do que evidente. Serviu de exemplo. Aliás, na eliminatória anterior da Taça de Portugal, o Leixões voltou a ser outro grande exemplo do que são as equipas da Liga Orangina e o Aves não foge à regra. É uma equipa bem orientada, com um treinador jovem, e bastante organizada. É um adversário que conhecemos e temos a nossa estratégia para o ultrapassar. Não acredito que venham jogar para os penalties, já que isso é uma lotaria.

Pondera fazer alterações no onze?
Eu nunca apresento a equipa habitual. Apresento sim a equipa que melhor está capacitada para poder defrontar o adversário seguinte. Vamos jogar com a melhor equipa para este jogo.

A possibilidade de existir alguma euforia já foi comentada pelo presidente.
O alerta do presidente tem a ver com o que se pode passar à volta da equipa. Temos uma equipa jovem que está a ser falada pelo seu desempenho, mas a humildade tem que estar sempre presente. Julgo que é um alerta bastante inteligente por parte do presidente, até porque nós sabemos quais são as nossas limitações, tal como sabemos quais são as nossas qualidades.

Teme perder algum jogador em Janeiro?
Neste momento ainda não há nada de concreto e os jogadores sabem perfeitamente disso. É natural que haja este tipo de abordagens, mas eu ando no futebol há alguns anos e a experiência diz-me que às vezes há muito fumo mas o fogo é pequenino.

Também há jogadores menos utilizados que podem querer sair para jogar com maior regularidade. Que opinião tem?
É normal e natural que todos os atletas tenham a legitimidade de pensar em jogar na equipa. Se houver uma possibilidade desses jogadores menos utilizados saírem sem que nós não fiquemos minimamente diminuídos iremos abordá-las e decidi-las no momento certo. O Jerry Sitoe pode ser um desses casos. Não queria perder muitos jogadores. Na eventualidade disso acontecer, talvez dois ou três jogadores. Queria mexer o menos possível, para mantermos o grupo forte, unido e coeso que temos.

Nuno A.

Etiquetas:

domingo, 18 de dezembro de 2011

APELO A APOIO RUMO AO JAMOR



José Eduardo Simões: «apelo para que os adeptos estejam presentes em grande número e que apoiem a equipa no objectivo de vencer o Desportivo das Aves e garantir a qualificação para as meias-finais da Taça de Portugal».

Nuno A.

Etiquetas:

DOIS PONTOS CLARAMENTE PERDIDOS

Académica-Sporting, 1-1



Nuno A.

Etiquetas:

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

ADRIEN CARIMBOU TRIUNFO JUSTÍSSIMO

Olhanense-Académica, 0-2



Estádio José Arcanjo (Olhão)

OLHANENSE

Fabiano, Figueroa, André Pinto, Mexer e Vítor Vinha; Cauê e Fernando Alexandre; Salvador Agra, Mateus e Wilson Eduardo; Yontcha.

Suplentes: Ventura, Paulo Regula, Toy, Ivanildo, Djalmir, Rui Duarte e Víctor Meza.

ACADÉMICA

Peiser; Cedric, Berger, Habib e Hélder Cabral; Diogo Melo, Adrien (Danilo) e Hugo Morais; Marinho (Sissoko), Éder (Fábio Luís) e Diogo Valente.

Suplentes não utilizados: Ricardo, João Dias, Nivaldo e Júlio César.

Marcadores: 0-1 Adrien, 0-2 Adrien.

Árbitro: Jorge Tavares

Nuno A.

Etiquetas:

sábado, 10 de dezembro de 2011

PEDRO EMANUEL ANTEVÊ DIFICULDADES EM OLHÃO



Pedro Emanuel:

«O Olhanense, antes de mais, é um adversário directo, que está muito próximo de nós na tabela. Será um jogo equilibrado, com ambas equipas a procurar vitória.

Estamos com enorme alento, porque não ganhamos fora para o campeonato há algum tempo, e queremos inverter isso.

Teremos pela frente um oponente de valor, que tem feito um campeonato regular e está bem orientado.

O Olhanense tem um colectivo bastante compacto e procura não se desequilibrar muito em termos posicionais em nenhum momento do jogo. São mortíferos nas transições e no aproveitamento dos espaços concedidos pelos adversários.

Têm jogadores com qualidade e experiência de primeira liga, que dão equilíbrio emocional.

Nós olhamos para o futuro, para aquilo que podemos fazer, temos perfeita noção do que temos de fazer e o futuro é o caminho, já na segunda-feira, em Olhão.»

Nuno A.

Etiquetas:

segunda-feira, 5 de dezembro de 2011

HOMEM DO MOMENTO

























Fábio Luís:

«Fui feliz por ter tentado e ter marcado.
Venho a trabalhar para jogar mais, tenho de aproveitar as oportunidades.»

Nuno A.

Etiquetas:

domingo, 4 de dezembro de 2011

BRIOSA APARECEU NO PROLONGAMENTO



Não será com um futebol macio, pouco combativo, nada esclarecido, que atingiremos os objectivos traçados, nem será assim que a sorte nos sorrirá. Hoje fomos uma equipa que não teve durante os primeiros noventa minutos a ambição suficiente para querer seguir em frente, ao passo que o adversário - claramente menos dotado - deixou em campo mais empenhamento e arreganho.

Apesar de tudo, sublinhe-se e elogie-se a atitude de nunca desistir por parte dos nossos jogadores, sempre acreditando, conseguindo-se por essa via um apuramento muito sofrido, mas inteiramente justo. Temos melhor equipa que o Leixões. E isso foi demasiado evidente no prolongamento.

Deveríamos é ter sido poupados a este sofrimento e risco, até porque antes tínhamos atirado de forma cabal o campeão nacional para fora da prova, e porque me parece que esta época temos mesmo fortes possibilidades de chegar ao Jamor. Mais a mais com Porto e Benfica fora da prova.

Mantido esse sonho, ao contrário do da taça da liga, resta-nos agora ambicionar pela melhor carreira possível na taça - acreditemos que é mesmo possível! - e na primeira liga.

Nuno A.

Etiquetas:

sábado, 3 de dezembro de 2011

LEIXÕES-ACADÉMICA

Lista de convocados

Guarda-redes:
Fábio Santos e Ricardo;

Defesas:
João Dias, Cédric, Berger, Nivaldo e Hélder Cabral;

Médios:
Pape Sow, Júlio César, Adrien, Hugo Morais, Diogo Melo e Danilo;

Avançados:
Sissoko, Marinho, Fábio Luís, Éder e Diogo Valente.

Nuno A.

Etiquetas:

MUITO OBRIGADO, RAPAZES!
























Nuno A.

Etiquetas:

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

NÃO SE ESPERAM FACILIDADES



Pedro Emanuel, na antevisão ao jogo de domingo com o Leixões, a contar para os oitavos-de-final da Taça de Portugal:

«Esperamos naturalmente um jogo difícil, mas vamos com a ambição de procurar o resultado e alimentar o sonho de chegar à final do Jamor.

O Leixões tem uma equipa muito aguerrida, organizada e com muita determinação.

Temos de meter no jogo determinação e vontade de vencer, porque sabemos que a Taça é a festa do futebol e podem acontecer surpresas.


Queremos evitá-las e ser nós a assumir o pouco favoritismo que temos por sermos uma equipa da Liga.»

Nuno A.

Etiquetas: